5 motivos para existir a redação em entrevista de emprego

Redação Escrita

Algumas pessoas me pediram para escrever sobre o que é avaliado em uma redação aplicada em processo seletivo ou entrevista de emprego.
Existem muitas explicações sobre a aplicabilidade da redação, mas em minha experiência como recrutadora, profissional de RH e também como candidata, em alguns momentos da vida, pude perceber cinco principais formas de usar a redação nos processos seletivos:

1 – Para analise de capacidade de escrita
A redação tem o objetivo de medir o nível de escrita e também argumentação do candidato.
Na maioria dos casos o recrutador fornece um tema ao candidato e pede para ele escrever no mínimo 15 linhas.
São avaliados erros de português e capacidade de construção de ideias no texto.

2- Como parte do tema do processo seletivo
Neste caso é dado um tema relacionado com a área de pretendida e é avaliada a capacidade argumentação do candidato sobre ele.
Exemplo: Atendimento ao Cliente
O candidato precisará descrever a importância do atendimento ao cliente para ele, pois as ideias serão avaliadas juntamente da entrevista.

3- Como suporte para analise grafológica
A grafologia é uma técnica antiga sobre analise de escrita para captar traços de personalidade, mas ainda muito usada nos processos seletivos. Ela é utilizada como suporte da entrevista e demais testes psicológicos para analisar o perfil do candidato.
Normalmente o recrutador entrega uma folha em branco e pede para a pessoa fazer uma redação com letra cursiva, tema e quantidade de linhas livres e com assinatura no final. A analise é realizada a partir do fundamento da grafologia e o que foi escrito pode não ter importância.
Importante ressaltar que muitos recrutadores usam essa forma de redação combinada com a analise de capacidade de escrita, portanto, neste caso, o tema e a argumentação sobre ele tem relevância.

4- Como suporte da analise psicológica
Esta redação tem como tema principal o candidato, já que é material complementar dos testes psicológicos.
O psicólogo costuma pedir a redação antes da entrevista e dentro da variação dos temas “Quem sou eu”.
Não existe um padrão de avaliação desta modalidade de redação, mas é importante alinhar o que for escrito com o discurso da entrevista.

5 – Para testar a inteligência emocional do candidato
Nesta modalidade de redação não existe um planejamento de avaliação, ela é utilizada como mais uma etapa do processo seletivo ou apenas para “testar” o tempo e a paciência do candidato.
Muitas vezes a empresa tem uma série de testes, onde a redação aparece em algum momento para compor a bateria.
O recrutador pode ficar de olho no tempo que o candidato leva para fazer todos os testes e neste caso é importante controlar a emoção para ter um bom desempenho.

Infelizmente alguns processos seletivos ainda usam a redação apenas para “constar” como uma etapa, sem possuir uma estratégia ou fundamento para utilização no momento. Muitos outros utilizam a redação como material para banco de dados do candidato.

Para não correr o risco de ser prejudicado, a dica é estar sempre preparado para a redação.

Pense um pouco sobre cada modalidade acima, organize as ideias na sua cabeça previamente, busque usar a gramatica corretamente, seja sincero sempre e mantenha a calma no momento do teste. Seguindo isso tenho certeza que o sucesso esta garantido!

Joice Vicente
Joice Vicente
Psicopedagoga, Coach de Carreira e Vocacional, Especialista em Recursos Humanos e Gestão de Pessoas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *